ClickCease
 

Contractor, Bid & Performance Bond Questions

Contact Us: (877) 328-1230

O QUE É PLANO DE SAÚDE EMPRESARIAL?


Esse é um tipo de contrato que ocorre entre uma pessoa jurídica e a operadora de saúde. Nesse caso a empresa contrato o serviço para disponibilizar a seus funcionários, sendo possível em alguns casos optar pelo tipo de plano assim como incluir dependentes, ficando isso a critério da empresa que contratou.
A empresa pode arcar com todos os custos, dividir com os funcionários ou então repassá-los integralmente.




COMO FAÇO PARA USAR O MEU PLANO DE SAÚDE AMIL?


Para poder utilizar o plano é preciso agendar a consulta ou procedimento a ser realizado por telefone ou pela internet conforme o procedimento da operadora. Ao chegar ao local do agendamento é necessário estar portando a carteirinha do plano e um documento com foto.




OUTRA PESSOA PODE UTILIZAR MEU PLANO SAÚDE AMIL?


Não. O plano é valido apenas para quem foi contratado, sendo intransferível, mesmo que se trate de um parente.




EXISTE LIMITE PARA UTILIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS?


Depende. Em casos de urgência e emergência não há limites para uso, porém casos de consultas com fonoaudiólogo existe sim. É preciso verificar junto a operadora cada um desses.




QUAIS SÃO OS TIPOS DE ACOMODAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE AMIL?


Existe acomodação em enfermaria também chamada de coletiva na qual pode haver de 2 a 4 quartos por leito. A outra opção são os apartamentos ou quartos privativos no qual é internado apenas 1 paciente.




O QUE É O REEMBOLSO AMIL?


O reembolso é um procedimento que algumas operadoras disponibilizam quando o beneficiário utiliza os serviços médicos de um profissional que não faz parte de sua rede credenciada.




COMO OCORRE O REEMBOLSO?


É preciso que o plano contemple essa modalidade. O beneficiário deve encaminhar a operadora a nota fiscal dos serviços prestados e demais documentos que possam ser solicitados. Será feita a análise desse e o valor a ser reembolsado ocorrera de acordo com tabela pré-determinada pelo plano.




QUANTO TEMPO DEMORA PARA RECEBER A INDENIZAÇÃO?


Após apresentar todos os documentos solicitados a operadora tem até 30 dias para fazer esse reembolso, porém algumas delas realizam esse procedimento em até 24 horas. Sendo assim, é preciso se informar com cada operadora.




O REEMBOLSO PODE SER NEGADO?


Sim. Se ele não atender aos critérios estabelecidos em contrato isso pode ocorrer, sendo que boa parte das causam se referem a procedimentos não cobertos, falta de documentação apresentada a operadora e documentos incompletos ou incorretos.




COMO OCORRE O REAJUSTE DO PLANO?


O reajuste para os planos de saúde voltados para pessoas físicas são anuais e devem respeitar o percentual máximo autorizado pela a ANS. Já os planos para pessoas jurídicas, os reajustes são livres e devem ser acordados entre as partes.




FUI DEMITIDO, POSSO MANTER MEU PLANO DE SAÚDE EMPRESARIAL?


Sim. É possível permanecer com o plano desde que se assume o pagamento integral dele e respeite os prazos. Se pode continuar a usufruir do benefício por 1/3 em que se foi beneficiário dentro da empresa, sendo que o período mínimo que ele seja disponibilizado é de 6 meses e o máximo de 2 anos. Atenção: se o funcionário não contribuiu com o pagamento do plano porque a empresa arcava com todos os custos ele perde direito a esse benefício.




COMO OCORRE A ALTERAÇÃO DE MENSALIDADE POR FAIXA ETÁRIA?


As mensalidades da Amil Assistência Médica são acessíveis e se adequam ao seu bolso. Por isso, a Amil tem uma ampla relação de custo-benefício, para que o cliente possa receber as duas vantagens.
A visão da operadora é oferecer o que há de melhor no ramo de saúde para seus associados.
A alteração da mensalidade do plano de saúde Amil ocorre mediante o beneficiário completar as seguintes idades, com os acréscimos de valor descritos logo ao lado:
-Ao completar 19 anos, há o acréscimo de 30% (trinta por cento). -Ao completar 24 anos, há o acréscimo de 10% (dez por cento). -Ao completar 29 anos, há o acréscimo de 9% (nove por cento). -Ao completar 34 anos, há o acréscimo de 10% (dez por cento). -Ao completar 39 anos, há o acréscimo de 10% (dez por cento). -Ao completar 44 anos, há o acréscimo de 29,9% (vinte nove e nove décimos por cento). -Ao completar 49 anos, há o acréscimo de 15% (quinze por cento). -Ao completar 54 anos, há o acréscimo de 25% (vinte e cinco por cento). -Ao completar 59 anos, há o acréscimo de 70,368% (setenta e trezentos e sessenta e oito milésimos por cento). Em caso de um ou mais beneficiários mudarem de faixa etária, um percentual será adicionado sobre o valor da última mensalidade.
A mensalidade do plano de saúde Amil é calculada de acordo com o número de pessoas inscritas e sua igual distribuição, de acordo com a faixa etária.




O QUE É COPARTICIPAÇÃO?


Os conveniados a planos com coparticipação, além da mensalidade fixa, devem pagar uma pequena taxa no momento da consulta, de acordo com o contrato.
Ao assiná-lo, você fica ciente dessas informações. Na contratação do plano com coparticipação, a mensalidade cobrada é baixa e econômica. Normalmente, o valor a ser pago é para consultas, exames ou outros procedimentos.
Com essa pequena taxa cobrada, é possível ter um plano de saúde com uma mensalidade mais baixa dos que as demais. São geralmente indicados para pessoas que usam pouco o atendimento de saúde.




COMO É REALIZADA A COBRANÇA DA COPARTICIPAÇÃO?


A cobrança da taxa de coparticipação não é feita mediante utilização do plano. O valor referente à coparticipação é acrescentado ao valor mensal recebido para pagamento.




QUEM PODE UTILIZAR A COBRANÇA DA COPARTICIPAÇÃO?


Todos os tipos de clientes estão liberados a utilizar a modalidade de coparticipação, ou seja, os beneficiários Pessoa Física, Planos Empresariais e Planos Coletivos Empresariais na modalidade PME. Os três grupos de beneficiários serão cobrados por exame efetuado (exceto aqueles liberados em grupo. Exemplos: fisioterapia, fonoaudiologia e psicoterapia) A operadora de plano de saúde Amil destaca aos seus clientes que as regras de coparticipação não implicam nos prazos estabelecidos para carência, que são comuns de toda a Assistência Médica.




O QUE É PORTABILIDADE DE CARÊNCIAS?


De acordo com as normas estabelecidas pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), que regula os planos de saúde do Brasil, é o direito dos associados a planos individuais e familiares (Pessoa Física) e planos coletivos por adesão (Pessoa Jurídica), mudar de operadora de planos de saúde, aderindo a um plano de tipo de contrato, preço e segmento compatíveis, sem precisar cumprir novamente os períodos de carência e Carência Parcial Temporária.
A portabilidade de carência pode ser requerida a partir do segundo ano após a assinatura do contrato, durante o período de 4 meses entre o primeiro dia do mês de aniversário do contrato até o último dia útil do terceiro mês posterior. Por exemplo: Contrato iniciado em setembro de 2013 (aniversário do contrato em setembro) período para solicitação de portabilidade de 01/09/2013 até 30/12/2013 (último dia útil do terceiro mês subsequente).




QUAIS OS REQUISITOS PARA A PORTABILIDADE DE CARÊNCIAS?


Para solicitar esse serviço, é necessário que o cliente possua plano de saúde individual ou familiar, assim como o coletivo por adesão. Há outros requisitos para a solicitação da portabilidade: Estar em dia com as mensalidades da operadora de origem; Ter permanecido no plano cerca de 2 a 3 anos (mínimo), em caso de cumprimento da Carência Parcial Temporária. Vale ressaltar que a partir da segunda portabilidade, o prazo é reduzido para 1 ano; Planos têm que ser equivalentes. Por exemplo, se o plano de origem cobre parto, o plano que irá migrar também deve cobrir; Possuir a mesma faixa de preços.




QUAIS OS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA A CONTRATAÇÃO?


- 3 (três) últimos boletos pagos. Em caso de Pessoa Jurídica, deve apresentar a declaração da que comprove os 3 (três) pagamentos; - Declaração que comprove o Prazo de Permanência na Operadora de Origem; - Cópia do cartão do plano de origem ou proposta de adesão; - Relatório de compatibilidade entre os planos de origem e destino extraído do Guia ANS de Planos de Saúde (site da ANS); - Cópia de CPF, Cópia de RG e Cópia do comprovante de residência; - Cópia de certidão de nascimento, casamento declaração de união estável, quando necessário.




QUAIS OS PRAZOS DE CARÊNCIA ESTABELECIDOS PELA ANS?


- consulta básica – pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia: em até 7 (sete) dias úteis; - consulta nas demais especialidades médicas: em até 14 (quatorze) dias úteis; - consulta/sessão com fonoaudiólogo, nutricionista, psicólogo: em até 10 (dez) dias úteis; - consulta/sessão com terapeuta ocupacional: em até 10 (dez) dias úteis; - consulta/sessão com fisioterapeuta: em até 10 (dez) dias úteis; - consulta e procedimentos realizados em consultório/clínica com cirurgião-dentista: em até 7 (sete) dias úteis; - serviços de diagnóstico por laboratório de análises clínicas em regime ambulatorial: em até 3 (três) dias úteis; - demais serviços de diagnóstico e terapia em regime ambulatorial: em até 10 (dez) dias úteis; - procedimentos de alta complexidade – PAC: em até 21 (vinte e um) dias úteis; - atendimento em regime de hospital-dia: em até 10 (dez) dias úteis; - atendimento em regime de internação eletiva: em até 21 (vinte e um) dias úteis; e urgência e emergência: imediato.





CONTACT US

(877) 328-1230 

Logo.png

OUR OFFICES:

New Jersey

80 Main Street, Suite 330

West Orange, New Jersey 07052

(973) 731-7650

New York

35 Pinelawn Road, Suite 111E

Melville, New York 11747

(631) 343-4304

Thanks for submitting!